Invoca-me.

Poesia em Fotografia

poesia876

Invoca-me

Um caminho traçado,
que me eleve diante dos seus olhos.
Me coloque na ponta dos seus dedos.
Me entregue seus lábios.

Unge-me com seu melhor vinho.
Beba do meu corpo,
sacie seu vicio.

Todo meu horizonte se desdobrará.
Como um moinho de vento,
procuro pelo ar sua
chama em movimento.

De a vida de volta em meu corpo,
me queira em suas noites mornas.
Faça queimar novamente as brasas ardentes,
nesse corpo por ti doente.

Venha;
Invoca-me.
Devolva-me essa paixão ,me tira desse inferno.
Se aposse desse corpo profano, que é de ti por decreto.

Invoca-me

coollogo_com-25764336logo_SafeCreative

Ver o post original

4 comentários em “Invoca-me.”

  1. Invoco-te como brasa ardente para juntar-se as chamas da fornalha onde espio os meus pecados carnais. […] Chamo-te para comigo subir aos céus no meu ímpeto de desejo que se mescla ao teu atrevimento e nos completa em harmonia. […] Busco-te para juntos ser irresponsáveis nessa ousadia que desafia até os mais insidiosos ao mesmo tempo que transpassa até os santos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s